Menu

Blog

Os hábitos de consumo de mídia nas redes sociais

Os hábitos de consumo de mídia nas redes sociais

O consumo de mídia

Toda tecnologia traz consigo novas mudanças para a sociedade, assim como novos comportamentos, formas de agir e também consumir, e as redes sociais são as que mais colocam em evidência esses hábitos de consumo de mídia e nos permitem analisar e entender como esse ecossistema funciona.

Nos últimos anos com o surgimento dos digitais influencers, youtubers e a presença das marcas nas redes sociais, tem ocorrido uma grande expansão nos conteúdos que são compartilhados, sendo de variados tipos e com diferentes intuitos, como testar novos produtos, dar dicas de uso, reviews de produtos recém lançados e tantos outros tipos de conteúdo.

Essa atmosfera cria o espaço perfeito para os anunciantes, que com a ajuda de uma agência de marketing ou agência de publicidade, tem o poder de atingir as pessoas de um determinado nicho especifico de forma mais certeira e bem sucedida.

Dentre as principais redes sociais, o Facebook é a que apresenta os parâmetros mais benéficos em relação às empresas, anúncios e conversão. Essa é a rede onde as pessoas mais seguem marcas e também onde a porcentagem de compras dentro da própria plataforma é maior, sendo que 63% dos usuários já adquiram algo no Facebook. No que diz respeito aos anúncios mais de 50% das pessoas dizem se interessar pelos anúncios que aparecem em suas timelines, algo que reflete os benefícios que o facebook ads pode oferecer.

O Instagram também apresenta dados interessantes para os empresários que querem levar seu negócio para o digital. 82% dos usuários seguem alguma marca ou empresa e 55% dizem já ter adquirido algo que viu no Instagram. Sem contar que 47% dos Instagrammers consomem os conteúdos postados pelas marcas, o que significa que pode ser uma ótima vitrine para criar consciência sobre sua marca. Claro, com um bom planejamento e conteúdo relevante.

Recentemente a empresa Opinion Box, especializada na aplicação de pesquisas de mercado e costumer experience, realizou uma pesquisa averiguando a forma como as pessoas consomem contéudo, interagem e lidam com as principais redes sociais. Confira abaixo a análise dos dados da pesquisa através de um infográfico que a agência fez.

Facebook

No quesito do tipo de conteúdo que os usuários mais gostam de consumir, temos 67% acompanhar e curtir fotos, 57% seguir grupos de interesse, 53% publicar fotos, 53% comentar e interagir, 51% acompanhar stories dos amigos e 44% disseram usar a rede social para acompanhar e curtir marcas.

Em relação às marcas, 82 % disseram seguir alguma marca ou empresa e 63% já adquiriu algum produto dentro do Facebook. No que diz respeito aos anúncios que aparecem, 39% disseram não ter a ver com eles, 51% disseram ter a ver com eles e 10% nunca viu anúncios.

Já aos sentimentos que causam, 30% disseram se irritar, 35% disseram se interessar, 35% não tem opinião formada. 42% dos entrevistados já adquiriram algo pelo anúncio.  

Instagram

Aqui 65% dos usuários dizem usar para acompanhar e curtir fotos de amigos, 60% para acompanhar stories de amigos, 53% para publicar fotos, 48% para comentar e interagir em posts, 47% para acompanhar e curtir fotos de marcas e 46% para publicar stories.

No que se refere à influencers e marcas 82% dos usuários diz seguir alguma marca ou empresa, 52% disse já ter adquirido algum produto ou serviço no Instagram, 67% segue algum influencer e 55% dos entrevistados disseram já ter adquirido algo indicado por um influencer.

Para 54% os anúncios que aparecem não têm a ver com eles, 35% diz que os anúncios combinam e 11% alegam não ter visto anúncios. 30% diz que esses anúncios irritam, 43% dizem se interessar e 27% não tem opinião formada. 66% diz nunca ter comprado nada pelo anúncio.

LinkedIn

No LinkedIn, que é uma rede social mais formal e voltada para empregos e networking, 61% dos entrevistados dizem usar para pesquisar por vagas de trabalho, 51% deles usam para ler artigos, 48% usam para acompanhar as publicações, 46% para curtir os conteúdos, 38% para fazer Networking e 27% para comentar nos conteúdos que gosta.

TikTok

Essa é a rede social mais nova entre todas, mas já mostra o enorme poder que carrega. Com mais de 680 milhões de usuários ativos em todo o mundo, a jovem rede social de vídeos tem expandido de uma forma rápida e com usuários fiés.

Dentre os usuários, 70% deles disseram usar para ver vídeos de humor, 62% para acompanhar vídeos de quem segue, 58% para acompanhar vídeos de digital influencers, 47% pra acompanhar vídeos de marcas e 44% para interagir em publicações.

No quesito de marcas e influencers, 56% segue alguma marca ou empresa, 73% segue influencers e 67% diz nunca ter adquirido algo que viu no TikTok.

Na parte dos anúncios 40% dizem não ter a ver com eles, 47% diz ter a ver e 135 alega nunca ter visto anúncios. Para 22% os anúncios irritam, 35% diz se interessar e 43% não tem opinião formada. 625 diz não nunca ter comprado ou adquirido algo pelo anúncio.

Twitter

Com mais de 1,3 bilhão de contas e 330 milhões de usuários ativos mensalmente, o Twitter é outra rede social tradicional que possui seus adeptos e fãs. É lá onde todas as notícias saem e tudo acontece primeiro.

É por isso que 66% dos usuários usam para acompanhar as notícias, 49% usa para interagir em publicações, 48% para curtir tweets de amigos, 47% para ler conteúdos de humor, 47% para curtir tweets de marcas que gosta e 44% para curtir tweets de influencers.

74% segue alguma marca ou empresa, 68% segue influencers, 62% diz nunca ter adquirido algo que viu no Twitter e 56% diz nunca ter adquirido algo indicado pro alguém.

Para 40% os anúncios que aparecem não têm a ver, 43% diz ter a ver com eles e 17% alega nunca ter visto um anúncio. 25% diz que eles são irritantes, 35% são interessantes e 40% não tem opinião formada. 59% diz nunca ter comprado algo pelo anúncio.

YouTube

A rede social de vídeos mais famosa e usada no mundo todo. Com cerca de 2,29 bilhões de usuários, mais de 4 bilhões de vídeos são vistos diariamente e bilhões de minutos são carregados a todo momento.

Dentre os usuários, 63% acessam a rede para ouvir música, 56% para assistir vídeos de música, 55% para assistir tutoriais, 51% para aprender coisas novas, 49% para assistir vídeos de humor e 465 para estudar.

69% dos usuários estão inscritos em canais de influencers e youtubers, 61% estão inscritos em canais de empresas ou marcas e 50% já comprou algo indicado no YouTube.

Para 61% o anúncio não tem a ver com eles, 33% diz ter a ver e 6% nunca viu anúncios. Em relação ao sentimento que os anúncios deixam, 58% diz se irritar, 21% se interessa e 21% não tem opinião formada. 66% nunca comprou nada pelo anúncio.

Há muita informação interessante que o uso das redes sociais esconde. Muito disso é de grande valia para aqueles que querem entender o público e saber qual o melhor approach para usar nesses ambientes, desde uma estratégia de conteúdo até trafego pago.

Gostou do artigo? Veja outros disponíveis em nosso blog.  

Clicando no link abaixo você pode baixar o infográfico completo!

Deixe um comentário